Gelado de Mirtilo e Coco

Partilha a tua sensação
Here comes the sun…(teeerrere), heres comes thesun…, uma das minhas favoritas músicas dos Beatles podia servir de banda sonora a este post, que chega bem fresquinho ao Reservatório de Sensações, e com muita vontade de aproveitar o Verão.

Depois de não ter dado conta da Primavera, tal a correria que foi a vida por estes lados, há em mim uma vontade especial de me mergulhar no Verão. Acreditem que não falo apenas de aproveitar o bom tempo. Apetece-me agarrar todas as novas inspirações tão características desta época, que na maior parte das vezes estão à mão de semear. Basta uma pessoa prestar atenção. 

O meu jardim de ervas aromáticas explodiu em cheiro, em crescimento, em verde, em flor. Os pomares dos vizinhos chamam por mim com convites de diferentes formatos e texturas. As sombras nos parques, nas matas, nos jardins pedem para que sejam ocupadas com pequenos banquetes informais. E as águas cintilantes dos rios e riachos pedem braçadas forças e alegres.






Apetece-me aproveitar isto tudo, com um apetite de quem não quer deixar passar outra estação do ano em branco. Até porque nem tudo dura para sempre. Ao tempo maravilhoso e aos dias compridos, seguir-se-á um inverno que voltará a engolir tudo com a sua total e preciosa hibernação. Faz parte.

Uma das coisas que quero muito usufruir….(sim é algo muito específico mas que de ano para ano marca o meu Verão)…é a temporada dos mirtilos. Sou fã incondicional destas bagas azuladas, que geralmente preenchem em grande parte as ideias que tenho de sobremesas de verão. Verão é sinónimo de mirtilos e vice-versa.

Este ano, no pequeno jardim que bagas, plantei um Mirtilo, que era bastante enfezado diga-se. Pensei inclusive que iria desfalecer ainda antes de se carregar de vida plena. Mas tratei-o com carinho e se calhar com mais mimo do que às restantes plantas. O resultado? Acho que terei direito a meia dúzia de frutos para acompanhar um iogurte.

Claro que meia dúzia de frutos não me chegam para saciar o apetite e por isso de alguns anos para cá abasteço a vontade na Nature Berry. Uma empresa familiar que além de ter mirtilos deliciosos (daqueles viciantes mesmo) tem por princípio a preservação do meio ambiente, a sustentabilidade, a biodiversidade e as boas práticas agrícolas. Algo que se sente nas bagas que produzem.

Verão podes vir com toda a tua força. Eu cá te espero na frescura doce dos mirtilos. Here comes the sun…(teeerrere), heres comes thesun.





Gelado de Mirtilo e Coco 
(inspirado no livro Gelados Caseiros, de Linda Lomelino)

Ingredientes
200g de mirtilos
6 colheres de sopa de açúcar granulado
2 colheres de sopa de água
75g de leite de coco biológico (só a parte mais espessa)
2/3 de chávena de natas

Misturamos os mirtilos, o açúcar e a água numa caçarola. Levamos ao lume. Deixamos levantar fervura e depois cozemos durante 10 minutos em lume brando. Deixamos o preparado arrefecer um pouco e introduzimo-lo numa liquidificadora para triturar e combinar. Misturamos o puré obtido com o leite de coco biológico e as natas. Levamos ao frigorífico até arrefecer por completo.

Deitamos o preparado numa taça própria para ir ao congelador. De 30 em 30 minutos, durante duas horas, batemos o gelado para prevenir a formação de cristais de gelo. Passado essas duas horas vertemos para outra taça e batemos com uma vara de arames para incorporar ainda melhor os cristais de gelo. (Caso possuam uma sorveteira, basta seguir as indicações do fabricante.)  Devemos retirar do congelador 10 minutos antes de servir.




Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: