Scones de Cheddar

Partilha a tua sensação
Janeiro tem parecido uma eterna segunda-feira, daquelas em que o sono é muito e só nos apetece voltar para a cama. Não, não tem sido um mau mês. Antes pelo contrário, tem sido um mês no qual tenho lutado muito por um projecto com o qual sonhava há muito tempo. Voltar a estudar. Passados mais de dez anos, voltei a sentar-me diante de um professor (neste caso vários) e a “beber conhecimento”. Ao longo dos anos tenho procurado sempre participar em algumas formações. Na verdade não consigo estar parada. Mas desde que deixei a licenciatura que não voltei a ingressar no ensino formal, na minha área. Tem sido um desafio e pêras. Há tanto para falar sobre esta nova experiência. Porém, e apesar de estar a ser um desafio ganho, a verdade é que não estava preparada para conciliar o trabalho, a vida familiar, o blogue e ainda os estudos. Portanto, o final do primeiro semestre foi de loucos. Quando me voltei a ver na situação de ter de estudar para uma frequência, pensei que enlouquecia. Agora, percebo que apenas tenho de voltar a encontrar o jeito, deixar-me levar pelos momentos mais stressantes e encontrar novas formas de estudar e de me organizar. Se tiverem dicas, por favor, estejam à vontade para partilhar.




Tirando a euforia da passagem de ano, a euforia de saltar de uma cadeira para o chão (foi a primeira vez que experimentei tal superstição, neste início de ano não houve tempo para reflexões de final de ano, não houve pensamentos ou desejos para o ano novo, não houve lista de expectativas. Se isso me fez falta? Honestamente, não. Sou sempre a favor de reflexões, a favor de sabermos quando devemos olhar a vida, olhar para o que nos rodeia e meditar sobre o que queremos ou o que somos. Mas a vida manda sempre muito mais, e durante este primeiro mês do ano, a vida tem-me dito: concentra-te mas’é nos estudos e não aproveites todos os momentos para procrastinar. Assim tenho feito. até porque sou uma menina bem comportada. E está a ser uma maneira bastante diferente de começar o ano. Claro que nestas últimas semanas o blogue tem ficado para segundo, ou terceiro, ou quarto…sei lá….plano. Começo a sentir falta da minha cozinha, de a usar em pleno, de invadir a casa de cheiros bons que lembram serões em família. Mas não me posso queixar, sei que é tudo por um bom motivo, pela aquisição de novos conhecimentos e de continuar a colocar os sonhos em marcha. Desde o início do ano, que a única receita (extra comida de sobrevivência) que passou pela minha cozinha foi mesmo esta de Scones de Cheddar, perfeitos para pequenos-almoços e lanches. Como a sua confecção envolve amassar, acreditem foi um óptimo anti-stress. Espero que gostem. Mas acima de tudo, espero que estejam a ter um excelente Ano Novo.


Scones de Cheddar

Ingredientes
400 gramas de farinha com fermento
1 colher de chá de fermento
60 g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
200 ml leite
100 g queijo cheddar

Numa taça juntamos a farinha, o fermento e a manteiga. Amassamos bem. Abrimos um sulco na mistura e vertemos nele o leite. Voltamos a amassar. Por fim adicionamos o queijo previamente ralado. Transferimos a massa para uma superfície lisa, enfarinhada e amassamos até obtermos uma textura homogénea. Estendemos a massa, até esta ter 1cm de altura. E cortamos o scones com uma forma redonda larga. Levamos ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 15 a 20 minutos.








Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: