Sentir o copo meio cheio

Partilha a tua sensação
A semana passada conduziu-me novamente às rotinas, aos dias normais em que tudo retoma o mesmo sítio. Foi estranho abandonar a excitação do início do mês de Abril, que começou com uma cerimónia emotiva, duas viagens de avião, a oportunidade de conviver com uma língua estrangeira, de namorar imenso longe dos lugares habituais, de repor o sono, de vestir um sorriso de orelha a orelha. Foi estranho sentir que a vida se volta a enquadrar nos mesmos confinados metros quadrados.



 Mas, por outro lado, sei que Abril foi um mês bom, inteiro, sentido e de avanço em direcção ao futuro que desejo. Regressar às rotinas com a cabeça arejada, fez-me ver que ainda há muito para sonhar, muito para concretizar e muita poeira para sacudir. Mesmo que os tais metros quadrados de betão que habitam em nós nos tentem dizer o contrário. Mesmo que tenha de continuar a viver rodeada de pessoas pesadonas em negativismo. Estou agradecida por um mês que me ensinou a ver o copo meio cheio e não o contrário, que me ensinou a ver o que realmente vale a pena e a quem devemos dar ouvidos.





Obrigada Abril pela inspiração e gentileza com que me brindaste. E, acima de tudo, obrigada pelo recomeço que me proporcionaste junto de pessoas tão ricas em afectos.






Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: