Como criar um jardim de ervas aromáticas

Partilha a tua sensação
Mudar para o campo depois de quatro anos a morar na cidade tem sido um verdadeiro desafio. Todavia, tem-me permitido realizar alguns sonhos e objectivos pessoais. Uma das coisas que me dava imensa tristeza na cidade era a incapacidade de cultivar fosse o que fosse dentro do meu Tcaixadefósforos, nem mesmo umas ervas aromáticas dentro de um vaso. O calor constante fazia com que as plantas perecessem. Todas as plantas, mesmo catos, que gostam de calor e baixa humidade. Agora instalada no campo, tenho aproveitado para deitar mãos à terra e finalmente "construir" o meu próprio jardim de ervas aromáticas. Apesar deste meu gosto pela terra, a verdade é que não percebo grande coisa de jardinagem. Por isso colmato a falta de conhecimentos com muita leitura. O que partilho convosco é uma compilação de coisas que vou aprendendo com os livros e revistas da especialidade. Espero que vos seja útil.


Como criar um jardim de ervas aromáticas
Qual a orientação do jardim?
Determine a orientação do jardim. No hemisfério norte os jardins virados a oeste e a sul tendem a ser os mais soalheiros. As ervas aromáticas (de uma forma geral) apreciam locais mais soalheiros e com boa drenagem.



A luminosidade
Procure entender se há edifícios ou árvores que possam originar sombras nos jardins. Procure também perceber quantas horas de sol a que o seu jardim fica exposto.

Resguardar
Verifique se o seu jardim está ou não bem resguardado. Tem vedações ou muros que o protejam?

Inclinado ou direito
Não se pode esquecer que a inclinação do terreno influência a temperatura dos jardins.




Planear
O segredo de qualquer jardim reside no prévio planeamento. Aproveite ao máximo o terreno de que dispõe, mesmo que seja pequeno, planeando cuidadosamente as culturas e inserindo mais variedade possível. O importante é cultivar aquilo que se gosta de comer. Não esquecer que as ervas podem ser perenes, bienais ou anuais.

Plantas saudáveis
Se uma planta não parece saudável, não deve ser adquirida. Mesmo sem grande informação é possível fazer distinção entre uma planta boa e outra já fragilizada. Tente evitar plantas com folhas castanhas ou amareladas, com pedaços mortos ou com manchas escuras.




Plantar
Cave um buraco com uma espátula, mais largo do que o vaso. Vire a planta envasada ao contrário, apoiando com uma mão por baixo e retire com cuidado o vaso de plástico. Revolva um pouco as raizes com os dedos para ajudar a planta a desenvolver-se. Não deve tocar no caule ou danificar a planta.Verifique se não há ervas daninhas a crescer em torno da base de planta. Posicione a planta no orifício. Tenha a certeza que este está ao mesmo nível da terra da planta. Se quiser pode recorrer a um pau para medir a altura correcta. Volte a encher o orifício com a terra que tirou, retirando todas as pedras ou torrões.

Colher
Deve fazer colheitas regulares  para manter as plantas com folhas novas, desencorajar o apodrecimento e estimular o crescimento de mais rebentos. As ervas encontram-se no máximo do seu sabor antes de florirem. Esta será a melhor altura para colher e secar. Quando cortar, evite danificar os caules.






Ervas perenes:
Alecrim - Semear/plantar desde o início até ao fim da Primavera
Tomilho - Semear/plantar desde o início até ao fim da Primavera
Segurelha - Semear/plantar no início da Primavera
Salvia - Semear/plantar desde o meio a fim da Primavera
Oregãos - Semear/plantar desde o início até ao fim da Primavera
Lúcia Lima - Semear/plantar no início da Primavera

Ervas perenes que desaparecem no inverno
Hortelã - Semear/plantar desde o início até ao fim da Primavera
Cebolinho - Semear/plantar desde o início até ao fim da Primavera

Ervas bienais
Salsa - Semear/plantar na Primavera e no Verão

Ervas anuais
Manjericão - Semear/plantar na Primavera e até meio do Verão
Coentro - Semear/plantar a meio da Primavera e no Outono

Leitura de apoio a este artigo:
Legumes para pequenas hortas, Jo Whittingham
Jardinagem com quase nada, Alex Mitchell
Revista Jardins
Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: