Scones Simples

Partilha a tua sensação
A primeira vez que me deparei com a palavra Scone, deveria ter sete anos, numa altura em que cresci em mim o gosto pelos livros de aventura, policiais e afins. A colecção Os Cinco, de Enid Blyton estava no topo desta paixão. Grande parte da minha infância foi acompanhada por este grupo de aventureiros que alimentaram o meu imaginário com diversas peripécias, mas também com vários aspectos da cultura britânica. Lembro-me que a Zé, o Júlio, o David, a Ana e o Tim tinham sempre direito a Scones ao pequeno-almoço. Tinham direito a quê? O nome não me dizia nada, mas ficava no ouvido. O problema é que eu não conseguia associar o nome a nada e na década de oitenta a internet era assunto de ficção científica e não podia recorrer a ela para esclarecer o mistério. Pelas descrições os Scones não eram bolo, mas também não eram salgado, não eram um pão, mas acompanhavam bem com compota, queijo cheddar, com mostarda e tomates fritos. Ainda pesquisei na biblioteca da escola, mas as enciclopédias não primavam pelas imagens que apresentavam.




Lembro-me que foi numa feira escolar do Dia do Inglês que a minha curiosidade se saciou. Nesse dia, gastei metade da semanada na mesma banquinha e comi scone atrás de scone com compota de morango. Se na altura gostei? Nem por isso. Aquilo sabia a bolos recessos. Mas se Os Cinco gostavam e se eram motivo de encantadoras refeições, quem era eu para não gostar? Hoje em dia, a história é outra. Depois de experimentar Scones realmente ingleses e de confeccionar diversas variações, não sei viver sem este petisco britânico. Acho-os deliciosos quer ao pequeno-almoço, quer em lanches, em ocasiões especiais ou em ceias de convívio. Agradeço imenso a Os Cinco pelo tom britânico que deram à minha infância e ao meu gosto gastronómico.



SCONES SIMPLES

Ingredientes

1ovo grande
125ml de leite 
225gr de farinha de trigo
2 colheres de chá (bem cheias) de fermento em pó
2 colheres de sopa de açúcar branco refinado (+ um pouco para polvilhar)
50gr de manteiga (à temperatura ambiente)

Aquecemos previamente o forno à temperatura de 220ºC. Deitamos o ovo e o leite numa tigela pequena e batemos ao de leve antes de acrescentar o sumo de limão. Peneiramos a farinha e o fermento em pó para dentro de uma tigela grande. Acrescentamos as duas colheres de açúcar. Espalhamos a manteiga por cima da mistura de farinha. Em seguida envolvemos a manteiga na farinha, usando as pontas dos dedos, até a mistura ficar com uma consistência de pão ralado. Adicionamos metade da mistura de ovo nos ingredientes secos. Acrescentamos mais mistura de ovo até obtermos uma massa bem ligada. O mais provável é não necessitarmos desta mistura liquida toda. Colocamos a massa num superfície de trabalho polvilhada com um pouco de farinha e, com suavidade espalmamo-la até ficar com cerca de 2 cm de espessura. Com um cortador de bolachas, recortamos tantos scones quanto possível. Repetimos o processo até termos utilizado toda a massa.  Dispomos os scones num tabuleiro de forno. Pincelamos a parte de cima com o que restou da mistura de ovo e polvilhar generosamente com o açúcar branco. Levar ao forno durante 10 a 12 minutos ou até scones crescerem e alourarem. Colocar os scones a arefecerem numa armação de arame.

Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: