Popsicles de Manga, Coco e Matcha

Partilha a tua sensação
O Verão Terminou. É oficial. Embora ainda não sinta que o outono tenha chegado realmente, no ar paira a sensação de que muita coisa irá ser diferente. Neste Verão, aprendi muito sobre mim, sobre as coisas que realmente me fazem feliz, sobre a necessidade de continuar a procurar o equilíbrio, sobre a vontade de tratar cada vez mais de mim, sobre como viver o momento. Já aqui falei que nem sempre fui muito amiga do Verão. Mas apercebo-me cada vez mais que tem sido uma estação muito minha amiga, que me deixa mais forte, mais confiante no caminho que preciso de seguir.  De facto, este Verão que passou ofereceu-me alguns momentos de reflexão importantes, que espero que me ajudem a vivenciar as horas frias e escuras do Outono Inverno. 

 

Não Fazer nada
Com a bela luz veranil, aprendi que não fazer nada não é um problema. Tenho esta mania de andar sempre a saltitar entre diferentes actividades, sempre com a mania que se não estiver entretida a fazer coisas é sinal de que não estou a aproveitar o tempo. Algo que muitas vezes me deixa ansiosa e inquieta. Pois bem, este Verão deixei-me levar muitas vezes pelo silêncio da quietude, pelo ritmo calmo de apenas estar a respirar, de sentir os meus ritmos interiores. Foi o melhor que fiz para limpar a cabeça e a alma. Às vezes, deixar espaço para que a vida nos surpreenda ou acalme pode ser a melhor das inspirações e a melhor forma de realmente descansar, para aproveitar a vida a 100%.

Deixar-me ir
Sou só eu, ou mais alguém tem a mania que tem de controlar tudo? Este Verão fiz algo que já não fazia há anos. Sabem aqueles mergulhos apelidados de Bombas? Quando cresci deixei de os praticar, pois é um mergulho que uma pessoa não controla. Estará a água fria demais? Será que vou tocar no fundo? O que poderá estar debaixo de mim? Irei molhar alguém à volta de mim? Não há como prever o resultado de saltar assim para a água. Mas entrar na água, sentir a energia a fluir, os arrepios da água gelada e a adrenalina de se ter tido a coragem de mergulhar é uma das melhores sensações de sempre. Este é um exemplo perfeito de que muitas vezes não precisamos de controlar tudo, basta aproveitar o momento. Deixar ir.


Concentrar-me no que realmente importa
Perceber que as coisas mudam é bom, para perceber com quem ou em que queremos realmente gastar os dias maravilhosos de verão. Os dias veranis são preciosos, importantes para renovar energias, mas também para vermos o que realmente importa.

E sabem que mais?! Pequenas reflexões podem fazer grandes diferentes. Eu espero conseguir lembrar-me destes ensinamentos até que o sol quente de Primavera volte novamente a brilhar.




Popsicles de Manga, Coco e Matcha

Ingredientes:
250ml de leite de coco gordo
300g de manga descascada e cortada em pedaços
4 colheres de sopa de mel
1 colher de café bem cheia de Matcha

Modo de Preparação:
Num robot de cozinha colocamos metade do leite de coco, a manga e 2 colheres de mel. Trituramos na velocidade máxima, durante cerca de 40 segundos (mais coisa menos coisa) até obtermos uma mistura suave e sem grumos. Dividimos esta mistura pelos moldes, enchendo três quartos do molde. Levamos ao congelador durante cerca de 15 minutos.

Seguidamente, ainda no robot de cozinha colocamos o restante leite de coco, as duas colheres de mel e a mactha. Misturamos durante cerca de 40 segundos, até obtermos uma mistura suave e de forma a que a matcha incorpore perfeitamente no leite de coco. Retiramos os moldes do congelador. Acabamos de encher os moldes com esta mistura. Levamos ao congelador durante a noite.

Para retirarmos os popsicles dos moldes, passamos os moldes por água morna. Sacudimos gentilmente os pauzinhos dos moldes, com bastante cuidado para não partirmos os gelados.






Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: