Galette de Pêssegos e Mirtilos

Partilha a tua sensação
Cada vez se discute mais a necessidade de manter um toque de simplicidade à tona do mar complexo em que nadamos todos os dias. A tecnologia rodeia-nos, e tenta convencer-nos do quão friendly pode ser nas nossas vidas, com pregões facilitadores de rotinas. Contudo, vamo-nos apercebendo que a tecnologia permite apenas multiplicar as tarefas, encontrar horas no dia e na noite para estarmos em modo “on”, sempre a operar mil e uma acções. Os ritmos avançam vertiginosamente em sprints desmedidos e as solicitações são mais que muitas. Talvez por isso, se aponte como uma das grandes tendências (no mínimo até 2025) o Less is more. Embora apegados aos hábitos tecnológicos, a maior parte das pessoas anseia por um slow moment, um polícia sinaleiro que nos obrigue a abrandar os planos, os ritmos, as acções e até as expectativas. Menos é mais, disso não tenho qualquer dúvida. Porque na realidade, nem tudo que “supostamente” é WOW traz beneficio à vida, ou tem melhor proveito.




Até há bem pouco tempo, sempre que recebia familiares em casa ou amigos, as sobremesas tinham de ser pensadas tecnologicamente. Será que aquele bolo seria “instagramável”? Será que aquela sobremesa teria os ingredientes fancys o suficiente para figurar num post no blogue? Tenho um gosto especial por este mundo da blogosfera, já ando por este universo há 11 anos. Mas julgo que uma coisa é aproveitar a tecnologia, outra bem diferente será viver em função dela. No meu caso especial (e só de mim posso falar), muitas vezes sinto que é necessário por um travão, redefinir prioridades, perceber se é importante fazer uma sobremesa luxuosa quando o tempo já é tão curto, ou preparar algo simples e aproveitar as minhas pessoas descansada e sem humores negativos? Menos é mais. Disso tenho a certeza. Atenção, não interpretem este post como uma guerra contra os perfis perfeitos ou as horas a criar fotos e conteúdos para a internet. Nada disso. Como referi atrás, gosto de bloggar e nem quero perder esse bichinho. Mas às vezes é necessário alguma distância, saber qual o momento de ser criativa, e qual o momento de apenas estar na vida em perfeita comunhão com o que nos é mais querido.





Posso-vos dizer que a receita do post se enquadra perfeitamente nesta tendência (e a meu ver modo de vida). Preparei-a no domingo passado, para um almoço de família. Aproveitei os pêssegos da época já maduros e que se desfizeram num aspecto nada de redes sociais, mas muito apetitoso. Juntei-lhes os mirtilos deliciosos da Nature Berry. E Voilá. Em três tempos preparei uma sobremesa que todos apreciaram, aproveitando os recursos da época. Como o mais importante era receber as minhas pessoas, não houve cá montagem de cenários para fotografar. Uma simples mesa, uns livros que estavam ali à mão e que me serviram de inspiração para o almoço, uma luz maravilhosa a entrar pela janela. Acima de tudo, deixei as fotografias na mão da pequenita, que se entreteve a criar beleza a partir da sua perspectiva. Se esta é a Galette mais bonita que alguma vez preparei? Não, mas com certeza será a que mais belas recordações me trará. Porque de facto, Less is More.

Galette de Pêssego e Mirtilos
Inspirada numa receita do blogue Compassionate Cuisine

Ingredientes
Massa
150g de farinha de trigo
1 colher de chá de açúcar
100g de margarina
4 colheres de água
1 pitada de canela

Recheio
4 pêssegos maduros sem casca e sem caroço, cortados em fatias
3 colheres de sopa de açúcar mascavado claro
Sumo de ½ limão pequeno
1 colher de sobremesa de farinha (isto se utilizarmos pêssegos muito maduros)
75g de mirtilos (uma mão bem cheia)
1 colher de chá de canela

Modo de preparação
Num robot de cozinha juntamos todos os ingredientes para a massa e processamos até os ingredientes ligarem. Retiramos do robot de cozinha para uma superfície enfarinhada. Amassamos mas pouco para obtermos uma massa bem unida. Caso a massa fique muito húmida devemos juntar um pouco mais de farinha, caso a massa fique muito seca podemos juntar mais 1 ou 2 colheres de água. Com a massa formamos uma bola, envolvemos em película aderente e guardamos no frigorífico durante 20 minutos.

Numa taça juntamos os pêssegos, a canela, o açúcar, o limão e a farinha. Envolvemos bem e reservamos. Retiramos a massa do frigorífico. Com um rolo de cozinha estendemo-la até obtermos um círculo de cerca de 30 centímetros. Colocamos o recheio dos pêssegos no centro, deixando as bordas livres. Colocamos os mirtilos por cima do recheio dos pêssegos. Dobramos as bordas da Galette por cima do recheio. Levamos ao forno, previamente aquecido, durante cerca de 40 minutos. Retiramos do forno assim que a crosta ficar dourada e crocante. Eu servi esta Galette com Gelado de Coco, mas acompanha bem com Gelado de Baunilha.


Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: