Gofres de Limão

Partilha a tua sensação
Fevereiro. Oh, my dear Fevereiro. 
Fico tão contente com a tua chegada. És porventura o mais doce dos meses do ano. Sabes a tónico refrescante depois do longo mês de Janeiro, depois da quebra de adrenalina pós festas natalícias, depois da euforia dos desejos e expectativas de ano novo. És curto, a lembrar um penso rápido que se quer puxado a frio, com gesto célere sem dar tempo a ais ou a uis. Gosto dessa tua personalidade de quem sabe a importância que tem, mas não se fica por cá a pavonear. Mesmo que a dada altura te disfarces de pavão folião, que saltes entre matrafonas e abanes o rabo em tradicionais atípicas sambas deslocadas do seu calor. Com muito show-off, vais distrair o pessoal e passar de mansinho, ainda mais discreto, quase sem assentar.  



 Claro que mesmo assim deixarás a tua marca. A marca mais melosa que carregas. Quanto te perguntarem: O que trazes no regaço, dirás com toda a certeza do mundo: São rosas, Senhores, são rosas. Porque efectivamente, irás esbracejar aos ventos o cliché do amor e uma cabana, com espinhos à mistura e muitas filas em lojas que vendem demonstrações comerciais de afecto. Mas até isso gosto em ti Fevereiro. Adoro à brava este lembrete que anuncias aos quatro ventos. É preciso amar, é preciso preencher os dias com pulsações mimosas, destituindo assim as arritmias rotineiras. Dás na cabeça para a importância de aproveitar os dias, todos eles, para viver a simplicidade presente nos presentes que sem embrulho nos passam diante dos olhos, e se encarregam de amaciar o coração.
Sê bem-vindo Fevereiro. Oh, my dear Fevereiro.



Gofres de Limão

Ingredientes
2 e 1/2 chávenas de farinha de trigo
1/2 chávena de açúcar
3 ovos
1 chávena de leite
1 colher de chá de fermento
Raspa de 1 limão
Manteiga para untar

Juntamos os ovos e o açúcar e batemos bem, até obtermos uma massa fofa. Adicionamos de seguida a raspa de limão. Sem parar de mexer, vertemos o leite na mistura e juntamos também a farinha, aos poucos. Por fim, acrescentamos o fermento. Untamos com manteiga as placas da máquina para confeccionar Gofres. Seguimos as instruções do fabricante, até gastarmos a massa.






Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: