Para a frente é que é caminho.

2 sensações partilhadas
Muitas voltas já deu este meu refúgio virtual. É a esta conclusão que chego passados quase 6 anos desde o nascimento do Reservatório de Sensações. Lembro-me que surgiu depois de uma primeira tentativa de adesão à moda dos blogues. Essa tentativa chamava-se Fatia de Melancia e soava a conversa ligeira em tarde de convívio com os amigos. Não durou muitos meses.

Quando iniciei a actividade de jornalista, com outra maturidade e vontade, dei início ao Reservatório. Precisava de um espaço só meu, onde pudesse partilhar textos que iam para além das normas jornalísticas, que sempre tive muito gosto em seguir. Precisava de dois espaço distintos para os dois mundos: o ético e o lúdico.

Durante anos, as Sensações partilhadas resumiam-se a textos (pseudo) literários, retratos figurados de pessoas que conhecia na rua, fotografias e músicas que me acompanhavam no dia-a-dia.

Se alguém me dissesse na altura que o meu Reservatório se encheria de sabores gastronómicos e inspirações crafting, eu não acreditaria. Se me dissessem que o Blogue passaria a ser também Facebook, eu não acreditaria. São novos os cheiros e as texturas que povoam as minhas mensagens e as minhas novas descobertas.

A mais recente mudança foi a mais difícil, ou melhor foi a mais desafiante. Exigências dos tempos, mas acima de tudo vontade de conquistar novos espaços e novas experiências. O Reservatório ganhou corpo e as Sensações tornaram-se palpáveis. A presença deste meu cantnho num Mercado de Rua transformou tudo. Estar diante das pessoas com um rosto, foi bastante estranho. Perde-se o anonimato e ganha-se responsabilidade, ou pelo menos alguma pressão. Foi surpreendente ver as pessoas, amigos, conhecidos a apontarem o endereço do blogue, a partilharem ideias, a conversarem sobre o Reservatório. Mas ao mesmo tempo senti-me muito sortuda perante o feedback imediato e caloroso com que fui brindada. Não só eu, mas também a mãe que através do Reservatório ganhou uma montra para o seu belo artesanato.

Qual será o futuro? Não sei, nem vou fazer planos. Tenho a certeza que o Reservatório vai encher e esvaziar a seu belo prazer, acompanhando o meu quotidiano e as pessoas maravilhosas que me rodeiam. Tenho a certeza que não faltaram Sensações para partilhar.



Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

2 A partilhar sensações:

iwantobakefree disse...

Bem doces e peças de costura...2 paixões :). Mas ainda fazes este tipo de eventos?

Ana disse...

Este foi a primeira e o única feirinha em que participei. Gostei imenso. O contacto com o público, sair do anonimato...foi muito bom. Mas depois de ter participado arranjei emprego a tempo inteiro na minha área de formação e agarrei essa oportunidade com unhas e dentes. Ainda não consegui conciliar as duas vontades :) No entanto, tenho participado noutro tipo de eventos, como este Chá de Amigas, organizado pelo Guida Design de Eventos na Casa da Ínsua em Penalva do castelo:

http://guidaeventos.blogspot.pt/2013/05/cha-de-amigas-guida-05052013.html