DIY de Páscoa

Partilha a tua sensação
Tal como o Natal, também a Páscoa é sinónimo de família. Fui criada assim, com a certeza de que as festas, sejam elas religiosas ou não, são para ser vividas em família, seja com a família biológica ou com a família que escolhemos. Mesmo que isso implique que limpemos a casa 24 antes das celebrações, para passado cinco minutos do início do convívio familiar o nosso lar se transformar na maior espelunca. Ou que nos obrigue a passar horas na cozinha apenas a preparar o que é tradicional e não para investirmos em todas as receitas que estão em lista de espera para serem experimentadas. Mas no final, quando a família se ausenta, sabe bem sentir que as paredes, o coração e a alma acumularam memórias, sorrisos, gargalhadas que vão ecoar durante meses, principalmente naqueles dias em que uma pessoa se sente mais sozinha, ou mais cansada e triste. Uma das tradições que mantenho é o de preparar sempre um saquinho de guloseimas para todos os pequenos da família, mesmo que alguns já tenham 20 anos e outros insistam que já são pré-adolescentes com apenas 11 anos. Comprar um pacote de amêndoas e oferecer é bom. Não obrigatório, mas sabe sempre bem. Contudo, porque não preparar os próprios saquinhos com guloseimas variadas e, principalmente, numa versão mais controlada? Eu continuo com a minha de que comer doces não faz mal, desde que seja de forma controlada e racional. Os saquinhos já assumiram muitas formas, desde coelhinhos, a cenouras, ou pequenos embrulhos transportados por pequenos pintos. Acreditem, eu não tenho muito jeito para DIY, mas o processo de criar uma prenda é mais importante que o resultado final. Portanto, este ano partilho convosco os saquinhos com que a pequenada vai ter de levar.

Para preparar estes saquinhos precisamos de:
amêndoas variadas e outros chocolates da epóca;
papel de suporte a bolos de diâmetro pequeno;
fita de cetim fina;

Unimos dois papeis com a fita, de forma a que formem uma espécie de envelope/saco. Colocamos algumas amêndoas e chocolates. Convém não encher muito, para que o papel não rasgue. Atamos com um laço. Oferecemos.

Boa Páscoa!

 jcskfcjfjkkiugtgithgug



Próximo publicaçãoMensagem mais recente Publicação anteriorMensagem antiga Página inicial

0 A partilhar sensações: